.


- Meu amor,devemos fazer isso, ou é isso ou você já sabe! - Disse ele tentando convence - la, ela estava com medo.
- Tem que ter outro jeito, tem que haver mais uma alternativa - ela tremia, ele estava certo do que queria.
- Mas... estou com medo. - Ela insistia.
- Não tenha medo, estou e sempre estarei com você, Eu te Amo. - Ele continuava, ela o amava acima de tudo, ela o idolatrava.
Ficaram em silêncio. Se olhavam, olho no olho, face a face. Ela continuava em duvida se queria mesmo aquilo. Ele estava certo. Ela procurava uma solução, ele já não tinha. Ela não estava pronta, ele estava.
Pegaram suas pistolas, face a face, apontaram para ambos, ele sorria, ela chorava.
- Eu te amo! Hoje, Amanhã, Sempre. Estaremos juntos pela eternidade, brincando entre as estrelas, pulando por entre buracos negros, para todo o sempre. Juntos - Ele chorava, ele sorria. - Pronta!? - E fechou pela ultima vez seus olhos verdes.
- Sim. - e o som do seu tiro ecoou, ela estava lá, linda, sozinha, morta.
Ele estava lá, rindo, feliz, havia feito outra vitima, havia mais uma para sua sombria lista, havia mais uma que acreditava no amor, e que estava disposta em ceder sua vida por ele. E ele zombara de seus sentimentos.
Limpou seus rastros, pegou um pouco do sangue dela, guardou. Saio Feliz.

2 comentários:

Matthew Salbego disse...

Nossa! Muito bom esse texto, o final matou a pau! Muita criatividade, parabéns!

abraçOo!

Carlos disse...

Muito bacana seu blog, assim que eu editar o meu favorito seu blog tbm.

Abraço